quarta-feira, 4 de junho de 2014

Reminiscências (*) 22

Dinheiro serve só
para estragar o amor
cultivar a dor
murchar a flor
E amor é algo que
não se pode impor.

Todo este meu lamento
Procuro abafar
Mas este teu afastamento
Mais do que um tormento
Me leva a viajar
Sem um destino alcançar.

Sim!
É amor o que tenho por ti
É puro e tudo o que sinto é sincero
E por ti espero apenas para dizer
Que tu és tudo que eu quero
E tu não irei perder!

Estar sempre juntos e te fazer sorrir
Superar todos problemas
E pôr um fim agora aqui
Despreocupados para onde possam ir
Fazendo apenas o que sempre quis
Todo mundo ser feliz.
Ike Nicotti
04.06.14 às 18:35h


Embarco em um barco
Tenho o hábito de pescar
Habito em um barco
Meu verdadeiro lar.

Me banho na praia
Lugar onde quero estar
Vejo a dança da arraia
Numa noite de luar

No refrão de um clássico
Sigo a remar, nadar e andar
Mantendo sempre o básico
Nunca deixar de pensar.
Ike Nicotti
04.06.14 às 23:25h


(*) Segundo Platão, "lembrança do que a alma contemplou em uma vida anterior, quando, ao lado dos deuses, tinha a visão direta das ideias”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário