quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Nietzsche para estressados - 02

A ESSÊNCIA DE TODA ARTE BELA, DE TODA ARTE GRANDIOSA,
É A GRATIDÃO.

     A GRATIDÃO É UMA CONDIÇÃO indispensável para apreciarmos a beleza do mundo. Algumas pessoas que aparentemente têm tudo se sentem infelizes, ao passo que outras se maravilham com os pequenos grandes presentes que recebem todos os dias.

     Entre essa últimas, encontra-se a ativista americana Hellen Keller, que mesmo cega, surda e muda foi capaz de desfrutar dos sentidos que lhe restavam em experiências quase místicas. São dela as seguintes palavras:

     "Use os olhos como se fosse ficar cego amanhã. (...) Escute a música das vozes, o canto dos pássaros, as poderosas notas de uma orquestra, como se amanhã fosse ficar surdo. Toque cada objeto como se o sentido do tato lhe fosse faltar amanhã. Sinta o aroma das flores e o sabor de cada bocado de comida como se amanhã já não pudesse cheirar nem sentir o gosto de nada."

     Se praticarmos a arte da gratidão, tingiremos nossa lente emocional de boas sensações nas horas de dificuldade. Mesmo em situações de tensão e contrariedade, basta nos deixarmos alimentar pela beleza do mundo para conseguirmos encontrar o equilíbrio que nos permitirá superar as provações mais duras.



Extraído do livro "Nietzsche para estressados" de Allan Percy.

Nenhum comentário:

Postar um comentário