sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Tudo que sei... é que nada sei!

"Sabe... hoje eu não sei mais o que eu sinto por ti, eu sei que te amei e muito, como nunca pensei amar alguém, mas nesses últimos dias algo mudou aqui dentro, aquele frio na barriga, os ciúmes, todo o desejo que eu sentia por ti, simplesmente me deixaram, sumiu, acabou, não sei dizer o que aconteceu, não apareceu ninguém melhor do que tu, talvez nem apareça.

Hoje eu te olho com ternura, te vejo como uma menininha que precisa de cuidados, e como eu queria poder cuidar de ti.

Às vezes penso que eu continuo te amando, o amor não acabou, nem morreu, eu guardei ele aqui dentro de mim, por medo de perder, de não conseguir mais ficar do teu lado sem gritar que te amo, eu guardei meu amor por não querer sofrer mais por ti, eu guardei meu amor pra ficar assim pertinho, do teu lado, em silêncio.

Eu guardei meu amor por ti aqui dentro do meu coração, onde poucos ousaram chegar, mas tu conseguiu, chegou e ficou, e parece que vai ficar pra sempre."

Nenhum comentário:

Postar um comentário