sábado, 22 de abril de 2017

Incrível Profecia

A crônica abaixo foi escrita e publicada em 26 de outubro de 1999. Naquela oportunidade o Grêmio já havia sido rebaixado para a segunda divisão sete anos antes e conquistado a Libertadores da América e o Mundial no ano de 1983 (havia dezesseis anos).

O Inter, à época em que o comentarista esportivo publicou o presente artigo, nunca havia sido rebaixado para a divisão inferior. Em contrapartida, não tinha tido até então a mesma felicidade que o seu rival (Grêmio), que já ostentava a condição de campioníssimo. Isso somente veio acontecer sete anos depois (no ano de 2006), quando o Inter também sagrou-se campeão dessas competições, igualando-se ao Grêmio.

Quando se aproximava o final do campeonato brasileiro de 2016 e o risco de rebaixamento do Inter tornava-se cada vez mais evidente, eu me recordava dessa crônica, que havia lido dezessete (17) anos antes. E aquilo que estava nela escrito, infelizmente veio acontecer... como fora profetizado!!!

De consolo, tive apenas o fato (o texto não cogitou a possibilidade desse acontecimento se repetir) do Grêmio novamente ter sentido o calor do inferno (rebaixamento para a segunda divisão) muito antes da tragédia colorada.

C’est la vie!!!


Não sei se estou ficando louco com estas projeções que fazem sobre as possibilidades do Internacional descer à segunda divisão, mas o fato é que descobri num volume antigo de profecias a Centúria 432 de Nostradamus, Livro 6, que se assemelha muito com a situação vivida atualmente pelo futebol gaúcho.

Eis a profecia:

“Durante séculos litigarão nas proximidades das geleiras duas tribos, a dos três matizes e a de brasão purpúreo (vermelho). As legiões dos três matizes conhecerão a quase dizimação e, depois de lambidas pelas labaredas do inferno, dominarão o continente e serão agraciadas e reconhecidas no Oriente. A tribo do brasão purpúreo conhecerá também o calor dos infernos, mas se recobrará e ostentará também domínio continental e planetário”.

É impressionante esta profecia de Nostradamus que tenho aqui na minha frente. Muita gente pode acreditar que não se refere à dupla Gre-Nal e sim a nações que povoaram ou povoarão o mundo.

Mas em tudo parece ser a rivalidade Gre-Nal: “três matizes” é o mesmo que tricolor. “Brasão purpúreo” é a cor dominante do Internacional. Adapta-se também à profecia quando determina que “as legiões dos três matizes serão lambidas pelas labaredas do inferno”: foi o caso do Grêmio quando baixou para a segunda divisão, exatamente como descreveu Nostradamus.

Mais adiante a profecia fala que os três matizes “dominarão o continente (isto é, serão campeões da Libertadores) e serão agraciados e reconhecidos no Oriente (Tóquio)”.

E por fim prevê que o Internacional (brasão purpúreo) “conhecerá também o calor dos infernos (segunda divisão)”, mas se recobrará e acabará algum dia campeão da América e campeão do mundo.

Estou mostrando este velho livro de profecias em que descobri esta centúria de Nostradamus para os colegas daqui do jornal e eles quase não acreditam no que leem. É arrepiante! 
E tem uma aparência extraordinária com os fatos que já se desenrolaram e estão se desenrolando.

Para mim não resta dúvida de que Nostradamus previu que o Grêmio e o Inter baixariam à segunda divisão. E previu também que ambos seriam campeões da América e do mundo.

Sobre o Grêmio, toda a profecia de Nostradamus, já se cumpriu. 
Falta só o Inter cair para a segunda divisão e ganhar a Libertadores e o Mundial.

Tem mais uma coisa: pode ser que não seja este ano que o Inter caia para a segunda divisão, Nostradamus nunca se refere a datas em suas profecias.

Mas um dia vai cair.

O consolo é que é o mesmo Nostradamus quem afirma que um dia o Inter será campeão da América e do mundo.

E o Inter imitará o Grêmio. 
Quem viver verá.

É de arrepiar!


Coluna do jornalista Paulo Santana                                                                                                                                         
Publicada no Jornal Zero Hora, edição de 26 de outubro de 1999.

Nenhum comentário:

Postar um comentário