terça-feira, 17 de setembro de 2013

Personagem de Clarice Lispector


Resolvi então ler o romance...

Fiquei chocado!!!

Daí leio o "comments" de um escritor argentino que diz que toda a literatura pode ser reduzida a dois gêneros fundamentais: as narrativas de amor e as narrativas de mistério.

"A mistura letal de amor e mistério... chamamos de paixão."

Será que sou mesmo como a G.H.??? 

Um comentário:

  1. "Estou desorganizada porque perdi o que não precisava? Nesta minha nova covardia – a covardia é o que de mais novo já me aconteceu, é a minha maior aventura, essa minha covardia é um campo tão amplo que só a grande coragem me leva a aceitá-la –, (...) É difícil perder-se. É tão difícil que provavelmente arrumarei depressa um modo de me achar, mesmo que achar-me mesmo seja de novo a mentira que vivo.” C.L.

    ResponderExcluir