terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Mais nada fazer - Clarice Lispector (Haia)


2 comentários:

  1. Clarice Lispector escrevendo isso?? Acho que este texto não é dela. Idéia equivocada sobre o amor e perdas. " nada a fazer, quando fazemos tudo para que nos amem" Esta frase éde uma obviedade infantil....A pessoa é amada sem que faça qualquer esforço para isto. E, quais seriam estes "esforços" para ser amado???!! Dai a pessoa que vai amar este esforçado, diria depois: .."ah!! Eu te amo porque tu te esforçou para isto" ...quaquaraquaqua. óbvio que isto não é amor. Então...não adianta se esforçar, não é por aí ....!!!! Amar não requer esforços de nenhuma das partes .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por me chamar a atenção em ser diferente daquilo que costumeiramente estava a ler, foi que postei! Mas daí, encontrei outras tantas citações nesta mesma linha de raciocínio.
      Não se ama alguém pq alguém te ama!
      Não se ama alguém, para que este alguém te ame ou passe a te amar!
      Qto aos teus questionamentos, dariam um bom tema para uma tese de doutorado ou quem poderia responder (a autora) não está mais entre nós!
      Mas fostes limitada ao pensamento do texto, que achei inclusive contraditório"
      Veja que no início ela escreve:
      "(...) Não fazer esforços inúteis, pois o amor nasce, ou não,
      espontaneamente, mas nunca por força de imposição."
      Mas não te esqueças, que no curso de um relacionamento, com o conhecimento, o amor floresce, ou não, o que assim não ocorrendo, pode levar aquele que se encontrava apaixonado a desistir do "empenho" no relacionamento.
      Não sou partidário do "esforço" em cativar o amor de outrem, se este nunca existiu!
      Mas sou partidário em se "doar" na recaptura de amor que, por uma razão ou outra, fora perdido!

      Excluir